Geração Z – Como chamar a atenção deles no ecossistema digital

A geração Z junto a Y, consideradas as mais fortes dos últimos tempos, trabalhando e compartilhando das mesmas expectativas e perspectivas de futuro. Isso pode dá muito certo!

Conhecido entre os jovens que trabalham com comunicação digital, a geração Baby Boomers são os internautas e usuários que já passaram dos 60 anos de idade. Quem nasceu em meados da década de 60, mais precisamente a partir de 1965, são virtualmente conhecidos por geração X. A geração Y, também chamada de millenials são as figuras nascidas a partir de 1980.

E, sem mais delongas, a turma que chegou para revolucionar, os filhos da tecnologia, nascidos a partir de 2001 – a Geração Z.

Muita gente não entende a necessidade dessa separação, mas, para o mercado, dividir as gerações dessa maneira contribui para o entendimento do perfil comportamental na hora de direcionar a comunicação. Nem sempre a idade será fator determinante, mas é uma segmentação que contribui em muitos aspectos.

Por exemplo, um dado muito interessante, principalmente para o setor da construção civil é que, grande parte da geração Z almeja empregos e trabalhos que ainda não existem. Ou seja, como pensar na construção de um prédio, por exemplo, para um oficio que não existe. Que não se sabe, por exemplo, quantas tomadas serão necessárias, diante de tamanha tecnologia onde tudo é sem fio… Enfim, esta é apenas uma reflexão.

Como esses jovens se comunicam? O que influencia sua tomada de decisão? O que de fato os diverte? Quais são suas perspectivas de trabalho e de futuro? Como o marketing e a publicidade vão conseguir atingi-los, tamanha autenticidade que essa geração demonstra? Como se destacar no meio digital, universo esse em que a predominância da geração z interage e se relaciona. Como se relacionar com eles? Continue lendo…

geração z

Como os jovens se comunicam

Também conhecidos por GenZ, não precisaria dizer que se comunicam quase que 100% por meio digital. Sim, ainda se encontram pessoalmente, mas, principalmente os mais jovens, a relação se dá de maneira mais atuante no universo digital.

Quando voltam da escola ou da faculdade, e até mesmo os jovens que já estão no mercado de trabalho, tudo é feito no universo digital. Compras, pesquisas, troca de informação.

Passam muito mais tempo no celular ou no computador do que em situações ao ar livre, e ainda, quando acontece, o mobile vai junto.

Apesar de toda essa interação virtual, a GenZ está bem conectada com as questões sociais e ambientas. Ou seja, apesar da vida digital, estão ligados as questões humanas.

Em uma pesquisa realizada pelo Google Consumer Survey 85% dos participantes, homens e mulheres, com idade entre 18 e 25 anos demonstraram predisposição quanto a causas ambientais, em prol da diversidade, de combate ao racismo, em defesa do feminismo e da desconstrução de estereótipos.

Geração Z

O que consomem, como se divertem e o que influencia a tomada de decisão da geração Z

Autenticidade é a palavra da vez. Não a toa o mercado dos youtubers tem crescido cada vez mais. A plataforma que mais tem influência sobre os jovens da GenZ em 1º lugar está o youtube e em 2º o Instagram, mas isso é algo que pode mudar a qualquer momento, pois a dinâmica dessa galera não segue uma lógica linear.

As marcas não tem mais peso ou influência como tinham antigamente. Para essa turma o que pega é a autenticidade e a verdade. Se uma marca apresenta essas duas características, conquista; mas se vacilar, perde facilmente a atenção dessa turma; que por sinal se comunica em uma velocidade incrível, fazendo o ecossistema rodar com a mesma rapidez.

Esse ecossistema digital faz com que um jovem que não goste de determinado artista ou marca, por exemplo, conheça sua música nova diante dos comentários feito por um youtuber que ele segue, ou, fique sabendo de uma ação interessante encabeçada por tal marca, também em um vídeo, que não é um anuncio, nem “merchã”… Entendeu?

Por isso grandes corporações cada vez mais usam youtubers como influencers. Sim, funciona. É o ecossistema formando uma teia que se conecta com estratégia.

Preocupados também com futuro e família, são assuntos que atraem e também promovem bom alcance e presença digital para as marcas.

Geração Z

Para resumir, esses quatro pontos são os assuntos de maior interesse dos jovens desta geração

  • Games
  • Vídeos
  • Música
  • Tecnologia

E claro, tudo que está atrelado a eles. Então, por exemplo, quem pretende fazer um evento para atingir esse público, deve tentar unir essas quatro coisas.

Para grandes organizações a dica é fazer uma abertura com algum influencer, seja da área da música ou de canais no youtube. Ter ao menos um stand relacionado a novas tecnologias, espaço gamer e conexão wifi liberado. Sem esquecer é claro de um espaço para alimentação. Essa certamente é a receita pra um evento bem-sucedido que vai atrair a GenZ.

Caso a ideia seja algo menor e mais simples, destacar que tem conexão wifi liberada e gratuita sem dúvida será fator determinante para atrair a atenção do jovem que vai minimamente cogitar aparecer no seu evento.

É importante ressaltar que essa geração tem sido protagonista de suas histórias e com muita criatividade desenvolvem mecanismos próprios de momentos ‘fun’. Gostam de assuntos relacionados a educação e cultura e adoram uma polêmica, afinal a desconstrução está intrínseca neles.

geração z

Quais são suas perspectivas de trabalho e futuro

Os jovens da Geração Z, em especial os que estão na faixa de idade entre 18 e 25 anos estão engajados com as questões políticas, econômicas e sociais. Esse envolvimento tão direto se dá pelo fato de terem crescido em meio a uma crise global que envolve economia e questões ambientais, que reflete diretamente na vida e projeções futuras. Em outras palavras, foi uma turma que ouviu muito o termo “crise econômica global” e resolveu se inteirar do que significava.

Por serem da mesma geração dos mais jovens (menores de 18 anos), no contexto de subdivisões apresentados aqui, influenciam e tornam movimentos coletivos cada vez mais fortes.

Essa galera tem demonstrado grande conhecimento e preocupação com o futuro do trabalho e com isso estão buscando novos modelos, que garantam direitos, mas que também lhe permitam liberdade. Por isso, muitas das perspectivas são por trabalhos que ainda não se encaixam nas expectativas.

A insegurança em não ter emprego ou propósito leva essa geração ao pensamento coletivo. Uma das grandes preocupações, identificadas na pesquisa do Google Consumer Survey é quanto a solidão e ligada a questões ambientais.

Ter um negócio próprio ou estar ligado a alguma atividade coletiva se destaca entre o conceito de sucesso da GenZ. Para pouco mais de 6% dos entrevistados ter férias permanentes é sinal de sucesso. Entre 13% e 15% considera que viajar com frequência, ter um cargo importante e ter dinheiro, são fatores de realização pessoal. Ter um negócio próprio lidera a visão de futuro com 33% enquanto 19% pretende trabalhar com causas sociais ou ecológicas.

geração z

Como se destacar no meio digital e se relacionar com a Geração Z

Para que o marketing e a publicidade consigam atingir essa geração e se destacar no universo digital, estabelecendo uma relação com esses jovens, as dicas são:

  • Marketing de Inclusão
  • Atuar com Valores Humanos
  • Comunicar com Autenticidade
  • Trabalhar Apenas com a Verdade
  • Se Posicionar em Causas Coletivas

Cada vez mais essa turma está engajada com o que é coletivo. Para eles o que importa são marcas que estejam preocupadas com o futuro deles e que, para além da preocupação, estejam fazendo alguma coisa de fato.

Com isso é possível perceber que os jovens buscam marcas que se posicionam politicamente quanto a Causas e políticas públicas o que é completamente diferente de achar que estão querendo um posicionamento quanto a políticos e partidos. É preciso separar as coisas para que fiquem claras. Algumas causas que mais geram o envolvimento da Gen Z são: 

  • Família
  • Diversidade
  • Meio Ambiente
  • Direito e Cultura
  • Alimentação e Saúde
  • Questões Sociais (das mais diversas possíveis)

Para o mercado de tecnologia e game é fácil atrair a atenção dessa geração pois é um assunto que já os interessa. Mas, se seu negócio não está ligado a isso, falar sobre esses outros assuntos vai chamar a atenção desses jovens; desde que seja feito de forma honesta e verdadeira. Afinal, assim se faz um relacionamento real! Para conseguir a atenção dessa turma, se conecte com o que importa para eles e conquiste aliados!

A GenZ são jovens adultos com personalidade forte. Que se identificam com marcas que compartilham dos mesmos valores que o deles.

Ah! E, não tente ludibriá-los. Certamente o estrago que eles podem fazer com a sua marca no ecossistema digital é sem precedente.