Transformação Digital: Sua Empresa já deu esse passo?

A transformação digital tem acontecido de maneira gradativa. Com o passar do tempo, à medida que novas tecnologias foram surgindo foi possível perceber que este fenômeno se dá para muito além de incorporar soluções tecnológicas por meio de ferramentas e softwares de inteligência artificial. Afinal, para operar novas máquinas ou mesmo sistemas, é essencial ter pessoas que entendam os processos. Sendo assim, as pessoas são a base de sustentação do primeiro pilar para essa transformação.

O contexto de crise atual mostrou a importância da transformação digital como meio sustentável para a sobrevivência dos negócios. Porém, será que as empresas brasileiras estão realmente prontas? Segundo a Pesquisa Carreira dos Sonhos 2020, ainda, não! O estudo apontou que mais de 35% dos líderes e quase 30% dos profissionais que atuam com gestão consideram a empresa onde trabalham uma organização com cultura digital instalada. Ou seja, em média 70% das empresas ainda não tem a cultura digital aplicada em seu modelo de negócio.

Nesse cenário vamos explicar um pouco mais sobre os pilares que compõem a transformação digital por meio da cultura digital e da implementação de softwares e novas tecnologias. Afinal, sem a inteligência humana por traz da artificial a transformação digital não acontece. Em outras palavras, a habilidade humana é a grande responsável por escolher e aplicar as ferramentas de inteligência artificial que irão contribuir para os resultados de gestão.

Transformação Digital

As pessoas ainda são a chave e o segredo para qualquer mudança. Por isso investir em capacitação dos colaboradores e gestores é a base estratégica para a evolução da cultura organizacional como um todo; e por isso passa a transformação digital.

A transformação digital é um movimento em ascensão constante, por isso não deve ser vista como uma meta a ser alcançada. Ainda que o avanço da tecnologia que envolve a transformação digital seja considerado um dos pilares, ele não é unilateral; apenas faz parte do processo. Logo, por ser a transformação digital algo volátil, jamais terá um ponto final.

Em outras palavras, o processo de transformação digital de uma empresa tem um começo mas não tem um fim. Isso porque é algo que exige constantes momentos de atualização de acordo com as mudanças do mercado.

Por isso gestores devem estar sempre atentos e dispostos a colocar em prática novos modelos de trabalho, com ferramentas que proporcionem evolução e otimização de processos. Assim, dar o start na cultura digital dentro da organização é o primeiro passo.

Cultura Digital

Antes de falarmos em tecnologia precisamos falar sobre a cultura organizacional. É por meio dela que se conquista confiança. É a cultura organizacional que disciplina e sustenta qualquer mudança ou nova implantação dentro de uma empresa.

Quando falamos em cultura digital estamos incentivando novas práticas de trabalho. Não é da noite para o dia que se aprende a mexer em um sistema; logo, a maturidade digital vem com o tempo.

A cultura digital permite que com a mudança das tecnologias, a adaptabilidade a novos sistemas tenha um processo cada vez mais dinâmico. A isso chamamos de transformação digital. Um aprendizado contínuo com avaliações periódicas do que funciona e do que já está defasado dentro da organização.

A maturidade digital está diretamente ligada às tendências tecnológicas que a empresa constitui tal qual a rapidez com que se adapta às mudanças; consolidando sempre o uso das ferramentas que mais gere resultado para a organização.

Sendo assim, a cultura digital faz parte das muitas práticas de trabalho; da digitalização de documentos e disparo de e-mails, a comunicação por aplicativos, controle de estoque por softwares digitais, treinamentos por meio de plataformas remotas e outros. Mas, para chegar a essas tecnologias, a cultura digital passa pela consolidação de práticas que envolve uma liderança digital.

Liderança Digital

A transformação digital começa com um passo de cada vez, traçando o caminho que faz a transição da cultura organizacional de acordo com a aceitação dos líderes e o perfil de mudança interna; até chegar aos colaboradores.

A Liderança Digital será o espelho onde os colaboradores verão refletido a cultura organizacional na prática. Se não for assim, não funciona! Líderes inspiram, direcionam, e, são os responsáveis por fazer a coisa acontecer. Afinal, tecnologia sem estratégia e liderança são só ferramentas que ninguém sabe operar.  E aqui entra a liderança digital se colocando também como eterno aprendiz. Eterno no sentido de constante. Portanto, acompanhar as tendências para se manter competitivo é mostrar ao time que é possível ser líder e aprendiz.

Essa é a cultura digital que faz parte da transformação. Assim a empresa se mantém competitiva e retém os talentos. Vale lembrar que, investir no colaborador que já está na empresa é mais vantajoso do que voltar aos primeiros treinamentos com novos recrutas que ainda estão “crus” nessa cultura… Essa é uma das vantagens da transformação digital. Reter talentos ou fazer chegar quem está em sintonia com essa cultura. Que soma para o time e para a empresa.

A liderança digital atua juntamente com o time de RH – Recursos Humanos, que promove interação e desperta o interesse pelo constante aprendizado de maneira estratégica contagiando toda a rede de colaboradores. Mas, de novo: sem liderança a motivação não será a mesma!

Tecnologia e Aprimoramento Constante

Já falamos bastante sobre  a importância do aprendizado e aprimoramento constante. Chegamos então ao, para alguns, fantasma da tecnologia; que nada tem de assombrado. A tecnologia vem para otimizar os processos, reduzir custos, aumentar receita, potencializar decisões assertivas, mitigar riscos e tantos outros fatores positivos. Mas, para isso é preciso saber operar toda essa tecnologia; por isso, aprimoramento constante e aprendizado contínuo.

  • Adote tecnologias que agilize seus processos – seja uma otimização de e-mail ou uma máquina de linha de produção
  • Procure soluções digitais que te integre de maneira eficiente ao seu cliente – isso gera valor
  • Estratégias integradas em plataformas digitais possibilitam levantamento de dados e relatórios assertivos – quando chegar a hora, invista! 

Não precisa fazer tudo de uma vez. Comece digitalizando seus documentos e tendo aplicativos básicos, bem como tendo backups na nuvem ou um bom servidor.

Hoje o digital é a maneira mais rápida e segura de resolver os seus problemas e o dos seus clientes. Comece investindo tempo para saber qual o primeiro passo será o melhor para  começar essa transformação, de acordo com sua área de atuação.

Para o treinamento e desenvolvimento dos gestores e colaboradores existem também meios digitais que possibilitam o aprendizado dinâmico e prático de ferramentas, softwares e maquinários. Muitos manuais hoje em dia, por exemplo, são em formatos de áudio e vídeo disponibilizados em mídias digitais.

Otimização de recursos que transmitem conteúdos e soluções de modo ágil e seguro, são exemplos de cultura digital que reduzem custo, a exemplo citamos os treinamentos remoto comparado aos presenciais.

A transformação digital exige antes de investimento, coragem para mudar e se adaptar. Além de, vontade de se manter vivo. Para isso é preciso assumir alguns riscos, mas que a tecnologia também consegue mitigá-los. 

Características de empresas que passaram pela Transformação Digital

Os tipos de atividades são diversos então testar o que gera resultado para cada situação faz parte da transformação digital. Em um contexto geral dentro de um panorama subjetivo e complexo, em que entram muitas particularidades, tanto do mercado quanto do consumidor, existem algumas características que se encaixam no perfil de empresas digitalmente maduras. São elas:

  • Menos hierarquias e mais abertura de diálogo
  • Multifuncionalidades entre colaboradores
  • Menos medo de arriscar e maior assertividade nas tomadas de decisão
  • Maior curva de aprendizado
  • Abertura para experimentação e inovação
  • Maior rapidez para corrigir erros e reagir com novas soluções para novas necessidades do mercado
  • Entre outras

Teimosia e resistência não ajudam no caminho da evolução. E aí, sua empresa está pronta para dar o primeiro passo? Conte com a Santa Fé/FALOMI para mitigar os riscos 😉.